1º Curso de Formação Crítica Desapiedada: Alienação Escolar e Capitalismo – Diego Marques

Inscrição:

Datas: 07, 14, 21 e 28 de Novembro (Aos Sábados)
Horário:
14:00 – 16:00 horas
Encontros serão via Google Meet (O link será enviado no dia, através do e-mail inscrito)

Objetivo:

O objetivo desse curso de formação é refletir sobre alguns temas que consideramos relevantes para conhecer a relação entre educação formal e capitalismo na atualidade. Esses temas são: a essência da educação formal, a alienação do trabalho do professor, as dificuldades no ensino de epistemologia da educação, avanços e limites da educação formal burguesa, e a relação entre política educacional neoliberal e intensificação da exploração da força de trabalho.
Qual a relevância desses temas? Eles nos ajudam a perceber claramente a luta de classes que existe na sociedade capitalista e como esta se expressa nas relações sociais de educação formal. As instituições escolares reproduzem a ordem social, esta afirmação é fundamental para o combate à divisão social do trabalho e dos efeitos aviltantes sobre a classe produtora e outras classes subordinadas. A partir das leituras e do debate busca-se firmar a fundamentação de que a educação formal é inseparável da divisão do trabalho e, portanto, ambas precisam ser abolidas com a instauração de relações sociais emancipadas.

Roteiro:

1º Encontro: O que é educação escolar?
2º Encontro: Alienação do trabalho docente.
3º Encontro: Os limites das relações de ensino-aprendizagem no capitalismo.
4º Encontro: Política Educacional e exploração da força de trabalho.

Material de Estudo:

6 Comentários

  1. Sou acadêmica do curso de psicologia. Me surpreendo diariamente com os conteúdos disponibilizados sobre a psicologia socio-historica e principalmente pelos processos de subjetivação.
    Meu conhecimento na matéria é baixo, assim os conteúdos disponibilizados, contribuem para meu aprendizado. Muito obrigado. Att: Lusineide.

    • Olá Lusineide,
      O que ocorre na maioria dos cursos de graduação é um aprendizado superficial dos conteúdos dispostos nas grades curriculares. Por conta das condições precárias dos alunos, professores, pressão institucional por resultados imediatos, tempo escasso para o aprendizado, entre diversas outras determinações, acaba que o aprendizado durante toda a nossa graduação se torna bem limitado. Assim, sua reflexão é boa e pertinente. A psicologia sócio-histórica é um exemplo, entre vários outros, no que diz respeito às abordagens que podemos discutir na área da psicologia, mas que durante o curso são discutidas superficialmente.
      Espero que esteja participando do curso e continue nos acompanhando.
      Saudações!!

    • Olá Leonice, boa noite
      Faça a sua inscrição no link indicado, por favor. Assim, registro o seu e-mail e em breve estarei mandando informações sobre o curso.

      Grato!

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*